Amway usa tecnologia para dar a reviravolta no mercado chinês

A Amway, tradicional empresa global de venda direta e marketing multinível, busca intensamente reconstruir seus negócios na China, visto que os resultados de suas vendas caíram pelo terceiro ano consecutivo. A tecnologia será a nova estratégia adotada pela companhia.

0
607
Amway
A criação de uma nova plataforma de pedidos on-line para seus consultores e a implementação de novos centros de experiência são as novas estratégias adotadas pela Amway para voltar a crescer no mercado chinês.

Amway usa tecnologia para dar a reviravolta no mercado chinês

A China é o maior mercado da Amway, mas duas décadas após a sua entrada no país, a companhia com sede em Michigan, nos EUA, se vê perplexa diante dos resultados negativos que tem obtido nos últimos três anos.

AmwayEm 2016, dos seus US$ 8,8 bilhões em vendas totais, 30% foram provenientes da China, mas a receita se contraiu de 4 bilhões de dólares em 2013 para US$ 2,57 bilhões em 2016, uma queda de 35% que acendeu o sinal amarelo de alerta ao grupo americano.

“Estaremos lutando ainda mais aqui agora”, disse Doug DeVos, presidente da Amway à imprensa, em uma entrevista na terça-feira (21), em Pequim.

O problema no mercado chinês

Para DeVos, o problema da Amway na China deve-se ao forte crescimento da concorrência no país. Atualmente, mais de 90 empresas de venda direta e marketing multinível operam no país.

O mercado de venda direta e marketing multinível chinês praticamente dobrou de tamanho de 2012 pra cá, atingindo um resultado de 135,8 bilhões de yuans somente em 2016 (cerca de 20 bilhões de dólares), segundo dados da Euromonitor. Números impressionantes!

Queda na força de vendas da Amway

O número de revendedores da Amway caiu pela metade no país. A força de vendas ativa atualmente conta com 160 mil agentes. A empresa opera com 250 lojas em todo o país, bem menos do que há três anos atrás.

Nova estratégia de mercado

AmwayPara reavivar seus negócios, a Amway está buscando apoio na tecnologia.

A empresa está permitindo que os revendedores utilizem uma plataforma de pedidos virtual para facilitar a encomenda e recompra de produtos.

As lojas, também chamadas de “centros de experiência” estão passando por uma repaginação em seus showrooms e clubhouses.

Agora, com a implementação do novo sistema on-line, a previsão é que 50% de todas as vendas da Amway na China venham do meio virtual.

Em fevereiro, a Amway viu sua receita total cair 7% em relação ao mesmo período do ano passado. A Ásia e o Pacífico continuam sendo a região mais importante para a empresa, representando cerca de 2/3 do total das vendas no mundo.

Japão e Coréia do Sul serão os próximos países a passar por uma reformulação na estratégia de vendas da empresa.

Para DeVos, a China continuará sendo o maior mercado da empresa por algum tempo.

“Vamos trabalhar com a situação atual, porque temos algum histórico com ela, e vamos encontrar o caminho de volta”, disse DeVos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Por favor digite seu nome aqui